Saiba como transportar crianças da forma correta

Saiba como transportar crianças no carro da forma correta

Sabia que, no Brasil, os acidentes são a principal causa de morte de crianças de um a 14 anos? E, infelizmente, o trânsito faz parte deste triste cenário. Segundo a ONG Criança Segura, em 2018, 1010 crianças perderam a vida no trânsito. Isso mostra a urgência em redobrar os cuidados com o transporte infantil. E você, sabe como transportar crianças de forma segura?

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) afirma que as leis de trânsito nacionais para transporte de crianças estão ultrapassadas e os pais devem seguir as recomendações oficiais dos órgãos de saúde, que contemplam as descobertas científicas mais recentes. 

Já sabemos que o uso de dispositivos de retenção infantil, como cadeirinhas e elevadores de assento, reduzem significativamente as chances da criança sofrer um acidente fatal ou ferimentos graves. No entanto, é preciso estar atento ao uso correto desses dispositivos, observando as diretrizes oficiais e os manuais de cada fabricante. O CFM, a Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet) e a SBP possuem uma cartilha com as recomendações para escolher corretamente a forma de transportar uma criança.

No documento, os dispositivos são divididos em “grupos de massa”, cujo objetivo é definir o transporte adequado para cada peso ou idade.

Ao adquirir um bebê conforto, cadeirinha ou assento de elevação, é necessário verificar se ele está na categoria correspondente à criança e verificar o manual de instruções para sua instalação e uso correto. É importante lembrar que crianças devem ser transportadas sempre no banco de trás do veículo e, caso seja compatível com o dispositivo, dar preferência para o assento do meio. 

O local mais seguro do carro é o centro do banco traseiro. O banco do passageiro deve ser utilizado apenas por adultos, pois apresenta riscos para as crianças devido à maior exposição à acidentes e a potência do airbag. Para crianças maiores de 1,45m e com mais de 36kg, o cinto de segurança do veículo pode ser suficiente. Mas, é importante verificar se o pescoço e barriga da criança estão livres do cinto.

Atualmente, vemos a popularização do isofix, dispositivo de fixação de cadeirinhas infantis para automóveis. Ele facilita a instalação e torna o transporte infantil mais seguro, devendo ser priorizado ao instalar a cadeirinha, bebê conforto ou assento de elevação. O isofix é obrigatório em todos os carros novos desde janeiro deste ano.

Gostou deste conteúdo? Compartilhe e confira outros como o que oferece dicas para evitar defeitos mecânicos causados por congestionamentos!