Como realizar a troca de combustível no carro flex

Saiba como realizar a troca de combustível em carros flex
Tem carro flex? Descubra como fazer a troca de combustível da forma correta

Os carros com motor flex são chamados assim por aceitarem tanto a gasolina como o etanol como combustíveis. Esse tipo de sistema funciona somente um dos dois fluidos ou com qualquer proporção de mistura entre eles. Portanto, pode-se rodar com o carro flex utilizando somente gasolina, ou somente etanol, ou os dois juntos, independente de qual é a quantidade de cada combustível.

É válido reforçar isso, pois existem muitas publicações na internet dizendo que andar somente com etanol pode estragar o motor. Além disso, destacam que não é bom ficar trocando de um para o outro. Isso não é verdade.

Entretanto, se o seu carro está somente com gasolina ou com etanol no tanque, e, na hora de abastecer, você optar por trocar o tipo combustível, é importante rodar, no mínimo, 10 minutos, ou 20 km, antes de desligar o carro. E isso não tem nada a ver com possíveis problemas no motor. O que pode ocorrer é, ao ser desligado, o carro ter dificuldade em acionar a partida novamente, caso essa dica não seja seguida.

O que acontece é que os carros flex possuem um componente chamado sonda lambda. Esse sensor mede a proporção de oxigênio nos gases do escapamento e, deste modo, identifica qual tipo de combustível está sendo utilizado. Logo, ao trocar de etanol para gasolina, ou fazer o contrário, é necessário um tempo até que esse dispositivo eletrônico entenda o que ocorreu e repasse essas informações à central de comando do veículo.

Caso você se depare com uma situação em que o carro não está funcionando e a suspeita é que isso ocorreu por conta da troca brusca de combustível, tente dar a partida pisando no acelerador (em ponto morto, claro).

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe!