Notícias IOF Zero: O que muda para o seu bolso?

IOF Zero: O que muda para o seu bolso?

Se você já realizou algum financiamento ou empréstimo já deve ter notado a presença de um imposto. Trata-se do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras). Entretanto, para dar um gás na economia, afetada pela pandemia do novo Coronavírus, o governo federal decidiu reduzir a zero a alíquota do imposto por três meses. A ideia é favorecer que empresas e pessoas físicas continuem tirando os seus projetos do papel e, consequentemente, fazendo a economia girar.

Conforme o decreto do governo, o IOF deve desaparecer das operações de crédito requisitadas entre 3 de abril e 3 de julho deste ano. O imposto relativo a esse tipo de transação é da ordem de 3% ano. Com a desoneração, o governo vai deixar de arrecadar pelo menos R$ 7 bilhões. Os consumidores devem ficar atentos para que não haja cobrança indevida do imposto durante esse período.

É importante lembrar que a medida de Brasília (DF) atinge apenas as operações de crédito, portanto, ainda está mantido o IOF em transações como câmbio de moedas, compra e venda de títulos, valores do mercado imobiliário e os seguros.